Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - Misturacor
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Incêndio em Monção consumiu mais de seis mil hectares de floresta

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 13:47,Ter, Outubro, 2017

PUBLICIDADE

O incêndio que deflagrou pelas 20:20 de sábado no concelho de Monção e foi dado como extinto, segunda-feira, às 20:20 consumiu mais de mil hectares de floresta.

Segundo o presidente da Câmara de Monção, Augusto Domingues o “balanço provisório” dos prejuízos causados pelas chamas aponta ainda para a “destruição de uma primeira habitação, em Merufe, freguesia onde teve início o incêndio, cerca de 35 a 40 estruturas, entre anexos, estábulos e outro tipo de edificações relacionadas com a atividade agrícola”.

“Os residentes na casa que ardeu não ficaram desalojados porque têm uma outra residência”, afirmou o autarca socialista, sublinhando que o fogo “matou muitos animais e causou danos em várias estradas”, destacando a Estrada Nacional 202, no troço que atravessa a freguesia de Barbeita, “uma das mais afetadas pelo incêndio”.

Com a reforma administrativa do território o concelho de Monção, no distrito de Viana do Castelo, perdeu nove das 33 freguesias.

No fim-de-semana “em 20 freguesias foram afetadas por focos de incêndio, de menor ou maior intensidade”.

“Os prejuízos ainda estão a ser calculados. O levantamento definitivo está a ser feito pelas equipas da Câmara que estão no terreno”, disse.

Augusto Domingues acrescentou que “chegou hoje à autarquia a informação oficial do despacho de calamidade pública e que quando as contas estiverem fechadas serão transmitidas ao Governo para que as populações sejam ressarcidas pelos danos causados pelo pandemónio que passou por Monção”.

RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative