Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Rádio Alto Minho - FBC Rent
Rádio Alto Minho - Misturacor
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Lançado projeto para apoiar internacionalização de empresas do Minho

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 10:20,Ter, Setembro, 2017

PUBLICIDADE

Entidades públicas e privadas do Minho vão lançar, hoje, em Arcos de Valdevez, um projeto de apoio à internacionalização de micro, pequenas e médias empresas da região, num investimento superior a 700 mil euros.

Em causa está o projeto Minho Export Capacitar para Internacionalizar, com duração de dois anos e comparticipado em 85% por fundos comunitários.

Dos 702.571 euros previstos no projeto, 597.185 euros são assegurados pela componente pública (FEDER) e 105.385 euros garantidos pelos parceiros privados.

A InCubo – Associação para o Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho, o Instituto Empresarial do Minho e a Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento são os promotores do projeto que vai ser apresentado publicamente, na terça-feira, às 17:00, em Arcos de Valdevez.

Reforçar a competitividade da região e aprofundar a sua presença no mercado internacional, através da capacitação para a internacionalização das micro e PME do Minho, é o objetivo daquela iniciativa.

O projeto pretende, entre outras medidas, apoiar “na definição de estratégias de internacionalização e de qualificação dos recursos humanos das micro e Pequenas e Médias Empresas (PME), na consultoria especializada à exportação”.

O Minho Export abrange as sub-regiões do Alto Minho, Ave e Cávado, sendo que naquele território “as exportações totalizam mais de 7,1 milhões de euros”.

“Cerca de 28% do volume de negócio gerado na região destina-se ao exterior, enquanto este mesmo indicador em termos nacionais fica-se pelos 15%, demonstrando que o Minho apresenta uma força exportadora muito acima da média nacional”, explicou fonte ligada ao projeto.

O “Ave e o Cávado concentram o maior potencial empresarial regional”, sendo que o projeto Minho Capacitar para Internacionalizar vai seguir “a Estratégia Regional de Especialização Inteligente (RIS3) e focar-se em três segmentos prioritários: cultura, criação e moda, sistemas agroambientais e alimentação e capital simbólico, tecnologias e serviços de turismo”.

Naquela região “as microempresas dominam em número, seguindo-se as pequenas empresas, com uma quota de mercado de 18,5% e, por último, as empresas de média dimensão, ocupando uma percentagem de 3,3%”.

No Alto Minho, a região com menor número de empresas, existem atualmente, segundo os dados avançados pelo projeto, 28.032 empresas com um volume de negócios de 4,9 milhões de euros e volume de exportações 1,6 milhões de euros.

Já no vale do Ave laboram 38.974 empresas, com um volume de negócios de mais de 11 milhões de euros e com volume de exportações de 3,7 milhões de euros. Na região do Cávado estão instaladas 43.125 empresas que faturam mais de 9,6 milhões de euros e exportam 1,8 milhões de euros.

Foto: correio do ribatejo

RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative