Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - Misturacor
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Navio patrulha “Viana do Castelo” resgatou mais 48 migrantes no Mediterrâneo

de Rita Coelho (RAM)

atualizada às 10:27,Seg, Outubro, 2017

PUBLICIDADE

O navio patrulha “Viana do Castelo” resgatou, na sexta-feira, 48 migrantes no Mediterrâneo.

O navio terá desembarcado no sábado em Pozzallo, onde os migrantes foram entregues às autoridades italianas, 19 horas depois de terem sido recolhidos de uma embarcação em risco de incêndio.

A ação levada a cabo pela Marinha Portuguesa no navio patrulha “Viana do Castelo”, ao serviço da Frontex, atracou no porto italiano cerca das 10:30h (09:30h em Lisboa), e iniciou o desembarque, que se prolongou durante cerca de hora e meia.

À sua espera tinham um autocarro que os levou até um centro de acolhimento, em Pozzallo.

Recolhidos ao abrigo de uma operação da Frontex, agência europeia de vigilância das fronteiras externas da Europa, o procedimento normal, nestes casos, é os migrantes serem identificados, sendo repatriados os que tiverem antecedentes criminais.

Ao abrigo de um acordo entre Itália e Tunísia, há dois voos semanais, com 30 lugares cada, para o repatriamento. Aos restantes é entregue um documento de identificação e são-lhes dados oito dias para deixar o país.

O navio patrulha “Viana do Castelo” está desde 9 de outubro na zona entre a Itália e a Tunísia, em missão de vigilância da Frontex, e termina a missão a 9 de novembro.

Nas últimas semanas, o navio já resgatou um total de 145 pessoas, na sua maioria vinda da Tunísia, em direção à ilha italiana de Lampedusa.

Fotografia: Marinha.

RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative