Estamos a melhorar a sua experiência no nosso site.
Novidades brevemente!

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Desentupimentos e Limpeza de Fosas, Assistência a Caldeiras, Detecção de Fugas de ÁguaDesentupiemntos Industriais e DomésticosAssistência Cladeiras e Esquentadores
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - Roady
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Polícia Marítima de Caminha fiscaliza pesca da lampreia em pesqueiras do rio Minho

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 14:15,Sex, Março, 2018

PUBLICIDADE

O comando de Caminha da Polícia Marítima(PM)de Caminha fiscalizou à atividade de pesca da lampreia nas 154 pesqueiras licenciadas para a utilização de artes de pesca nos 37 quilómetros do Rio Minho.

A operação, que envolveu “vários operacionais da PM de Caminha, com embarcações e viaturas todo-o-terreno, foi realizada na terça-feira e divulgada, hoje, na página da Autoridade Marítima Nacional (AMN) no Facebook.

As pesqueiras são construções fixas em pedra, que partem das margens do rio Minho, nas quais os pescadores armam artes como a cabaceira e o botirão, para pesca de diversas espécies. No caso da lampreia, o período de pesca teve inicio no dia 15 de fevereiro e termina a 15 de maio.

Segundo a PM, “o número de licenças emitidas aumentou consideravelmente desde o ano passado, devido à reativação das pesqueiras que estavam interditas de redar”.

A reativação das pesqueiras do rio Minho resultou da proposta, apresentada em 2016, para alteração ao regulamento de pesca daquele curso internacional de água que prevê mecanismos de reativação daquelas estruturas antigas, em pedra.

A proposta foi apresentada pelo grupo de trabalho das pesqueiras na trigésima sexta reunião da Comissão Permanente Internacional do Rio Minho (CPIRM), realizada, em junho de 2016, em Tui, na Galiza.

Fotos retiradas do vídeo publicado na página de facebook da Autoridade Marítima Nacional

RAM -
RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative