Estamos a melhorar a sua experiência no nosso site.
Novidades brevemente!

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Desentupimentos e Limpeza de Fosas, Assistência a Caldeiras, Detecção de Fugas de ÁguaDesentupiemntos Industriais e DomésticosAssistência Cladeiras e Esquentadores
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Politécnico de Viana constrói forno em papel com dois metros de altura

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 10:33,Ter, Abril, 2018

PUBLICIDADE

Mais de 35 estudantes e 10 professores de vários países estão a participar, até sexta-feira, num ‘workshop’ sobre cerâmica e arquitetura, promovido pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo(IPVC) no âmbito  da Rede ECART (European Ceramic Art and Research Team).

Para além dos alunos do Politécnico de Viana do Castelo esta iniciativa, que vai decorrer até sexta-feira, conta com a participação de alunos internacionais de: ENSA Villa Arson, Nice; ENSAV La Cambre, Bruxelas; ENSA, Limoges; ESBA Talm, Le Mans; ESAP Pavillon Bosio, Mónaco; HEAD, Genève e da artística plástica, Rita GT.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo, a fábrica Campos e a fábrica CAVN são igualmente parceiros nas atividades.

“A construção de várias peças para além do desenvolvimento de quatro projetos estão a ser criados com terras abandonadas, argilas, barro, terras da região, sendo construídos Tijolos/blocos de diferentes tonalidades, tendo para isso o grupo visitado diversos locais da região assim como algumas cerâmicas parcialmente abandonadas” adiantou  Rosa Venância, docente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do IPVC que coordena o projeto.

Este ‘workshop’, explica Rosa Venâncio, é “muito mais conceptual” pois serão criadas, para além dos quatro projetos de maior envergadura, diversas peças que serão cozidas num forno feito de papel. “Vai ser construído nos jardins da ESTG-IPVC um forno em papel onde vão ser cozidas as peças. Trata-se de um forno com cerca de 2 metros de altura e com 1,5 m de largura”.

As peças de maior envergadura serão cozidas em diversos fornos. “Alguns serão cozidos no forno da ESTG-IPVC, e os outros nas duas fábricas que estão associadas a nós neste projeto”, explicou Rosa Venâncio.

Ao longo desta semana estudantes e professores envolvidos no projeto estarão a desenvolver as peças e a garantir igualmente a construção do forno em papel. “Neste quarto workshop não há trabalhos individuais, mas trabalhos coletivos. No final deste projeto será feita uma exposição com todas as peças criadas. Esta exposição irá passar por todos os países que fazem parte desta Rede ECART e parceiros”.

A Rede ECART reúne, desde 2009, cinco escolas superiores de arte especializadas em arte ou design, numa colaboração educativa no domínio da cerâmica, promovendo assim o intercâmbio internacional de estudantes e professores. O IPVC conta com o apoio da autarquia e os workshops decorrem em Viana do Castelo.

RAM -
RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative