Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - Misturacor
Rádio Alto Minho - FBC Rent
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Rali de Portugal gerou retorno financeiro entre os 3,1 e os 3,4 ME em Caminha

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 14:08,Qui, Outubro, 2017

PUBLICIDADE

A Câmara de Caminha assinalou hoje que o concelho registou um retorno financeiro entre os 3,1 e os 3,4 milhões de euros com uma classificativa da edição 2017 do rali de Portugal, que decorreu em maio.

Em comunicado, a Câmara de Caminha especificou que o impacto económico direto da passagem da prova no concelho, que consta de um estudo elaborado pelo Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve em colaboração com a Universidade do Minho, resultou das “despesas de adeptos e equipas no concelho, fruto da sua participação na organização e acolhimento da edição deste ano.

O estudo destaca que “o concelho de Caminha tem no WRC Vodafone Rally de Portugal 2017 um instrumento estratégico de marketing turístico”.

Na nota, hoje enviada à imprensa, a Câmara de Caminha refere ainda que “a passagem do rali no concelho tem permitido realizar obras que melhoram significativamente a vida das populações, sobretudo na área da Serra d’Arga e freguesias do interior em geral, de que é exemplo a beneficiação dos caminhos florestais, mas também o incentivo às associações e à economia local, proporcionando também visibilidade a essas freguesias a nível internacional”.

A adesão de Caminha ao WRC Vodafone Rally de Portugal foi uma aposta do executivo liderado por Miguel Alves, que viu a participação do concelho na prova garantida, em reunião de Câmara, apenas pelos votos da maioria.

RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative