*

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Rádio Alto Minho - Feirão Natal
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - Misturacor
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Três dias de Neopop deixaram 3,5 ME em Viana do Castelo

de Rita Coelho (RAM)

atualizada às 13:31,Qui, Outubro, 2017

PUBLICIDADE

A edição de 2017 do festival de musica eletrónica Neopop gerou um retorno financeiro em Viana do Castelo de 3,5 milhões de euros em três dias com as cerca de 30 mil pessoas que visitaram a cidade e o distrito.

De acordo com os dados avançados hoje pela organização em conferência de imprensa, realizada na Câmara Municipal de Viana do Castelo, daquele montante 1,3 milhões foram gastos no setor da restauração, 944 euros em alojamento sendo que em média cada festivaleiro passou 3 a 4 noites na região dos quais 54% ficaram em alojamento local, 998 euros no comércio local e 285 em deslocações e viagens no distrito. Segundo o estudo encomendado pela organização do Neopop à empresa Ernst & Young Global Limited a edição 2017 recebeu visitantes oriundos de 52 nacionalidades diferentes, sendo que 62% do público é português. Entre 5 a 7 espectadores já tinham vindo mais do que uma vez ao festival. A idade de 43% dos festivaleiros oscila entre os 26 e 35 anos de idade e “com poder económico”.

Relativamente à hospitalidade da população de Viana do Castelo, o estudo agora revelado vem dizer que 92% dos visitantes classificou a relação com a comunidade local como Boa ou Muito Boa. Cerca de 26% dos festivaleiros ouvidos neste levantamento referiram que se não fosse o Neopop não viriam à região.

Para Raul Duro, da organização, estes números “são importantes para a organização definir o futuro crescimento do festival”.

Já para o Presidente da Câmara de Viana do Castelo além da importância do dinheiro injetado na economia local, este estudo veio confirmar a visibilidade que a cidade ganha com este evento.

“O impacto económico é de facto muito grande. Mas acima de tudo é um festival que promove a nossa cidade no exterior. Há mais de 50 nacionalidades que vem para o festival que não viriam a Viana do Castelo se não fosse o festival”.

O festival de musica eletrónica que decorreu entre 3 e 5 de agosto do ano passado, teve um orçamento de um milhão de euros, dos quais metade foi atribuído aos artistas que atuaram no festival.

De acordo com Raul Duro, da organização do Neopop, o impacto mediático do festival “aumentou de 1 milhão de euros para 1,9”.

A organização não avançou nomes de bandas para a edição de 2018que ainda não tem cartaz fechado, mas prometeu que no próximo ano tudo será a dobrar “a edição de 2018 será tudo mais. Queremos um cartaz mais coeso, que os vianenses participem mais no festival. Queremos que a experiencia NEOPOP não seja só musical, mas também cultural, gastronómica, turística, que as pessoas desfrutem da cidade. Queremos passar a linha dos 30 mil visitantes” salientou Raul Duro.

Gustavo Pereira, também da organização do festival, diz que em 2018 está previsto o reforço de ações de pré-apresentação do festival que irão decorrer por toda a cidade “Queremos envolver mais as pessoas da cidade”, salientou Raul Duro.

A edição do próximo ano vai decorrer entre 9 e 11 de agosto no local de sempre, junto ao Forte de Santiago da Barra.

Os primeiros bilhetes para a 13ª edição do festival foram hoje colocados à venda, em formato-early bird, com o preço de 65 euros.

 

RAM -
RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative