EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Showbizz

Paul McCartney defende fim da obrigatoriedade de comer carne nas escolas inglesas

Beatriz Baptista

24 Junho 2020, 9:52

Acessibilidade

Publicidade

Numa carta enviada ao Secretário da Educação inglês, Paul Mccartney advoga o fim da obrigatoriedade da inclusão de carne, peixe e laticínios nas refeições escolares.

Paul McCartney defende que deixe de ser obrigatório servir às crianças das escolas inglesas refeições compostas por carne, peixe e laticínios.

O músico e as suas filhas, Stella e Mary, enviaram uma carta ao Secretário da Educação, Gavin Williamson, onde escrevem: “Ninguém precisa de comer carne, pelo que não devia ser obrigatório servi-la nas escolas. Chegou a hora de rever a alimentação disponibilizada nas escolas para ajudarmos o planeta, pouparmos os animais e promovermos a alimentação saudável”.

A campanha para mudar o regime alimentar das escolas é promovida pela PETA, depois de, em 2019, uma sondagem ter revelado que 70% das crianças britânicas gostariam de encontrar mais refeições vegan nos refeitórios das suas escolas.

Paul McCartey, tem 78 anos e é vegetariano desde 1975.

Publicidade

Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Lusomotor (noticias individual)
Rádio Alto Minho - RETOMA RAM
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat

Publicidade

Rádio Alto Minho - Reabilitar (noticias lateral 02)
Rádio Alto Minho - Perspetiva [João] (notícias)
Rádio Alto Minho - Reabilitar (noticias lateral 01)

Siga-nos

Comentários

Publicidade