EMISSÃO ONLINE
OUVIR
Cultura

Acampamento militar romano “mais antigo” da Galiza vai valorizar turismo de Manzaneda

Andrea Cruz

13 Setembro 2018, 16:08

Acessibilidade

Publicidade

Um acampamento militar romano em Ourense, estudado em agosto e confirmado como sendo o "mais antigo" da Galiza, vai poder receber visitantes no âmbito de um projeto de valorização turística que vai começar a ser traçado para aquele sítio, a iniciar em 2019. A informação foi avançada pelo investigador português, João Fonte, que dirigiu a investigação arqueológica realizada, no mês passado.

Em agosto, uma campanha arqueológica no acampamento romano de Penedo dos Lobos, concelho de Manzaneda, província de Ourense, na Galiza, foi realizada pelo Coletivo Romanarmy.eu, sob direção de João Fonte, investigador do Instituto Ciências do Património (do Conselho Superior de Investigação Científica (CSIC), em Santiago de Compostela , e permitiu “validar, cientificamente, a existência de um recinto militar romano, e datá-lo entre [ano] 25 a.C. e o 22 a.C”.

Segundo João Fonte, após a conclusão da investigação, “o passo seguinte, que implicará o envolvimento de outras instituições, será a valorização do sítio arqueológico, tornando-o visitável”.

“Além de ser um sítio muito interessante, a nível histórico e patrimonial, tem também um grande potencial turístico, porque está ao lado da única estação de esqui da Galiza, em Cabeça de Manzaneda. Muito facilmente poderia ser integrado naquela envolvente natural, através de roteiros turísticos(…). É algo que vamos analisar nos próximos meses”, afirmou o investigador português.

João Fonte adiantou que a valorização turística daquele achado não implica “um grande investimento,” mas “terá sempre retorno para a região”.

“É um sítio excecional, no contexto da Galiza e do Norte de Portugal. A zona onde está situado incrementa ainda mais o potencial turístico daquela região”, especificou.

O investigador adiantou que o Coletivo Romanarmy.eu, composto por jovens interessados em estudar a presença militar romana no Noroeste, sobretudo no Norte de Portugal e na Galiza, irá, proximamente, avançar com novas campanhas arqueológicas, desta feita, no distrito de Viana do Castelo.

“Temos, neste momento, já identificados alguns sítios, alguns até parecidos com este de Penedo dos Lobos, mas que ainda estão em processo de estudo e análise”, revelou.

O acampamento romano agora investigado foi descoberto, em 2006, por um habitante na zona, que comunicou a sua localização ao Coletivo Romanarmy.eu.

Em agosto passado, a campanha arqueológica, que teve o apoio da Câmara de Manzaneda, permitiu “vincular” o acampamento romano, com cerca de 2,5 hectares de extensão, à “época das guerras Cantábricas”.

Foram também “encontrados elementos de cultural material, nomeadamente, duas moedas em bronze, que datam ambas entre os anos 25 a.C. e 22 a.C., alguns objetos relacionados com o próprio armamento e com as sandálias dos militares romanos”.

Fotos retiradas do site Coletivo Romanarmy.eu

Publicidade

Rádio Alto Minho - Eugenia Lopes (individual)
Rádio Alto Minho - Lusomotor
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - Census – noticia

Publicidade

Rádio Alto Minho - Cerqueira’s
Rádio Alto Minho - Valentim
Rádio Alto Minho - Eletro Borlido
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual

Siga-nos

Comentários

Publicidade