EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Nacional

Almoço nos estaleiros de Viana “homenageou” trabalhadores envolvidos na construção do World Explorer

Andrea Cruz

10 Abril 2019, 10:29

Acessibilidade

Publicidade

Um almoço, nos estaleiros navais da WestSea, em Viana do Castelo, “homenageou” os mais de “3.500 trabalhadores, de 32 nacionalidades” que participaram na construção do primeiro paquete integralmente concebido e fabricado em Portugal, “onde foram despendidas mais de 800 mil horas de trabalho na construção do casco”.

Segundo fonte da Mystic Invest participaram no almoço,porco no espeto, realizado no passado dia 23 de março, numa tenda gigante instalada no cais dos estaleiros, “mais de 700 trabalhadores, sendo que a cada um deles foi oferecida uma garrafa de vinho do Porto”.

O convívio contou com a presença do empresário Mário Ferreira.

O presidente da WestSea, Carlos Martins, também participou na refeição oferecida aos trabalhadores envolvidos na construção do navio.

No sábado passado, decorreu a cerimónia de batismo do navio e onde participaram 400 convidados do empresário Mário Ferreira. A sessão contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa, do ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, dos presidentes da Câmaras de Viana do Castelo e do Porto, e do líder do PSD, Rui Rio, entre outras personalidades.

O navio recebeu como madrinha Carla Bruni, ex-modelo e mulher do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy que recebeu, das mãos de Mário Ferreira e da mulher, um Coração de Viana, em ouro.

Na cerimónia participaram vários dos trabalhadores já recrutados para a tripulação do World Explorer. Mário Ferreira referiu que “estão a receber formação” e que aquela cerimónia, “onde participaram pessoas de todo o mundo”, serviria como experiência para as funções que irão desempenhar a bordo do navio.

Durante o discurso que proferiu durante a cerimónia, o empresário do Porto, que encomendou aos estaleiros da WestSea mais dois navios da série do World Explorer, ofereceu uma medalha de ouro “ao trabalhador que mais se distinguiu na construção” do paquete.

A medalha foi entregue por Mário Ferreira ao engenheiro mecânico Marco Costa, diretor e coordenador de produção do World Explorer.

Mário Ferreira disse que atribuição da medalha “em ouro maciço”, passaria a ser uma “tradição” a cumprir no final da construção dos dois outros navios da série como forma de “premiar o empenho e dedicação” dos trabalhadores.

O World Explorar tem “126 metros de comprimento, 19 metros de largura e 4,7 metros de calado, oito pisos, sendo que seis são para os passageiros”.

Segundo o primeiro-ministro, “há 45 anos que não era construído, em Portugal, um navio com as dimensões do MS World Explorer”.

“Foi preciso unir 75.250 peças, como num puzzle, foram necessárias 2.860 toneladas de aço, usados mais de 500 quilómetros de fios”, especificou, sendo que “os primeiros cinco anos do navio estão já vendidos”.

O navio ‘MS World Explorer’, que zarpa de Viana do Castelo em maio, tem capacidade para 200 passageiros e 110 tripulantes.

Publicidade

Rádio Alto Minho - Lusomotor (noticias individual)
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - OVNITUR
Rádio Alto Minho - Census – noticia

Publicidade

Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual
Rádio Alto Minho - Keyframe (notícias)
Rádio Alto Minho - Cronograma
Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - QUEEN (individual)
Rádio Alto Minho - Rocha Pneus (noticias)
Rádio Alto Minho - Taqi

Siga-nos

Comentários

Publicidade