EMISSÃO ONLINE
OUVIR
Regional

Fibra ótica alargada às freguesias de Vilar de Mouros e Argela

Andrea Cruz

13 Junho 2018, 13:36

Acessibilidade

Publicidade

A rede de fibra ótica no concelho de Caminha vai ser alargada às freguesias de Argela e Vilar de Mouros. O protocolo colaboração que vai permitir essa empreitada já foi assinado entre a Câmara Municipal e as respetivas Juntas de Freguesia.

O presidente da Câmara, Miguel Alves disse “estar assim cumprida uma das promessas eleitorais das últimas eleições autárquicas, pois cerca de 80% da população do concelho tem acesso à fibra ótica”.

“É o projeto mais importante dos últimos anos. Está em causa um investimento que ronda os 1,5 milhões de euros, que abrange 10 mil alojamentos e 5 mil famílias. O Município comparticipa com 180 mil euros e, agora, as juntas de freguesia de Vilar de Mouros e Argela com 10500 euros”, explicou o autarca socialista.

O protocolo de colaboração para a execução de estudo base “Survey” no território das freguesias de Vilar de Mouros e Argela para implementação de uma rede de comunicações eletrónicas em fibra ótica, foi assinado, esta segunda-feira, entre o Município de Caminha, Juntas de Freguesia de Vilar de Mouros e Argela. Nesta sessão,  participou um representante da DSTelecom, que fez o ponto da situação sobre a instalação da rede de fibra ótica no concelho de Caminha.

A 1ª fase da execução instalação da rede de fibra ótica no concelho de Caminha terminou no primeiro trimestre de 2018 e, agora, vai avançar uma segunda fase, que vai abranger as freguesias de Vilar de Mouros e Argela. É de referir que a primeira fase abrange 12 freguesias: Caminha e Vilarelho; Vila Praia de Âncora, Moledo e Cristelo; Azevedo e Venade; Seixas; Lanhelas; Riba de Âncora; Vile e Âncora, o que significa que alcança 8175 casas e 5 mil famílias. A segunda fase, como foi referido, vai abranger as freguesias de Vilar de Mouros e Argela. Vão ser instaladas 825 UAS (576 em Vilar de Mouros e 249 em Argela) e vai abranger 400 famílias, 130 em Argela e 271 em Vilar de Mouros.

Miguel Alves realçou a importância deste investimento para o concelho “em termos de atração de investidores e de conforto para as pessoas que cá vivem e para as que vem de fora”.

Também permitiu identificar 28 pontos de interesse dos seus próprios edifícios que vão ser contemplados também com fibra ótica e com ligação à Internet, dando como exemplo: o Gabinete de Apoio Municipal de Vila Praia de Âncora: os Postos de Turismo, o Forte da Lagarteira; os jardins de infância, as escolas básicas e as escolas secundárias do concelho de Caminha.

A segunda fase é assegurada pelas Juntas de Freguesia de Vilar de Mouros e Argela, Município de Caminha e DSTelecom.

Para Sandra Ranhada, presidente da Junta de Freguesia de Argela, este é um projeto benéfico para a freguesia e muito desejado pela população: ‘é com satisfação que estou a assinar este memorando. A fibra ótica era muito desejada, pois vai melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem em Argela’.

Também Carlos Alves falou das vantagens da rede de fibra ótica para a população e manifestou estar “muito entusiasmado com a iniciativa para a freguesia de Vilar de Mouros”.

Publicidade

Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Lusomotor
Rádio Alto Minho - SofásZone
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing

Publicidade

Rádio Alto Minho - Motriviana – CLÍNICA
Rádio Alto Minho - Rocha Pneus
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual

Siga-nos

Comentários

Publicidade