EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Nacional

Governador da província angolana de Malanje “muito satisfeito” com visita a Aromáticas Vivas

Rádio Alto Minho

16 Abril 2019, 19:08

Acessibilidade

Publicidade

O governador da província angolana de Malanje Norberto Fernandes dos Santos "Kwata Kanawa" manifestou-se "muito satisfeito" por conhecer a exploração das Aromáticas Vivas, maior produtor nacional de ervas aromáticas frescas. A visita guiada ao empreendimento situado em Carreço, Viana do Castelo de capital maioritariamente sueco, foi conduzida pelo consultor da empresa e antigo presidente da Câmara de Ponte de Lima, Daniel Campelo.

A Aromáticas Vivas foi fundada em 2009 e conta, atualmente, com uma área de produção superior a 200 mil metros quadrados.

Em parceria com o grupo SPISA, produz anualmente seis milhões de vasos e 800 toneladas de ervas aromáticas.

De manhã, a delegação de Malanje, composta por seis elementos, manteve uma reunião de trabalho, em Ponte de Lima, na sede da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, dedicada aos setores do turismo, educação e formação média e superior.

O governador de Malanje referiu que a formação profissional é uma das áreas de cooperação a estabelecer com o Alto Minho, através do intercâmbio de jovens daquele país africano que queiram estudar naquela região portuguesa.

“Temos uma população jovem (…) Nem todos podem ser engenheiros ou doutores, mas se tiverem acesso a um centro de formação podem aprender uma profissão”, especificou, adiantando “a possibilidade” de o governo provincial “enviar jovens para escolas agrárias e centros formação profissional” que funcionam no distrito de Viana do Castelo.

Além da formação profissional, apontou a agricultura, agropecuária e o turismo como outras das áreas de interesse para Malanje, província essencialmente agrícola.

“Estamos numa fase em que queremos produzir todos os alimentos e deixar de importar o que podemos fazer em Angola, particularmente, na província de Malange”, disse.

Acrescentou que a província “é muito turística” e que os empreendimentos de turismo rural que visitou no Alto Minho “se encaixam em algumas áreas de Malanje”.

Segundo Norberto Fernandes dos Santos “Kwata Kanawa”, as duas regiões poderão celebrar acordos de cooperação “ainda este ano, ou no próximo”, fazendo depender a assinatura dos documentos da “calendarização” de uma visita de uma delegação do Alto Minho à província angolana.

Em comunicado, na segunda-feira, a Câmara de Viana do Castelo adiantou que durante a visita “foi assinada uma carta de intenção entre o Governo Provincial de Malanje e a CIM do Alto Minho para reforçar a cooperação entre as partes, com base nos laços históricos, culturais e de amizade existente entre os povos angolano e português”.

“A carta de intenção pretende ainda revitalizar e ampliar esse relacionamento no domínio municipal em particular, fomentando formas de cooperação nos mais diversos domínios de interesse comum, tendo como objetivo fundamental desenvolver ações de aproximação entre os cidadãos e as instituições” sustenta a nota da autarquia.

Segundo o documento, “o Governo Provincial de Malanje e o CIM do Alto Minho desenvolverão programas e projetos de desenvolvimento regional, formação e capacitação de quadros, intercâmbio cultural, artístico, musical, desportivo e turístico com vista a desenvolver uma parceria efetiva”.

“As partes afirmam ainda a sua vontade de, num futuro breve, celebrarem ao abrigo do Direito Internacional e Nacional das partes, um Acordo de Cooperação”, lê-se na nota.

ABYC // PVJ

Lusa/Fim

Publicidade

Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - Queima do Judas 2019
Rádio Alto Minho - Census – noticia

Publicidade

Rádio Alto Minho - Rocha Pneus (noticias)
Rádio Alto Minho - Keyframe (notícias)
Rádio Alto Minho - Taqi
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual
Rádio Alto Minho - Nobre Movel

Siga-nos

Comentários

Publicidade