Estamos a melhorar a sua experiência no nosso site.
Novidades brevemente!

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Desentupimentos e Limpeza de Fosas, Assistência a Caldeiras, Detecção de Fugas de ÁguaDesentupiemntos Industriais e DomésticosAssistência Cladeiras e Esquentadores
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Ilda Araújo Novo questiona Governo sobre fecho de CAT Benjamim em Seixas

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 13:46,Ter, Março, 2018

PUBLICIDADE

A deputada do CDS-PP Ilda Araújo Novo questionou o Governo sobre as alternativas para os 11 jovens e crianças em risco que estão num centro de acolhimento, em Caminha, cujo fecho já foi anunciado pela instituição que o gere.

O fecho do Centro de Acolhimento Temporário (CAT) Benjamim, situado na freguesia de Seixas, Caminha, foi anunciado na semana passada pela Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Viana do Castelo, responsável por aquela estrutura, por dívidas superiores a 400 mil euros.

Na semana passada o presidente, Luiz Costa, revelou que “as crianças e jovens em risco, atualmente a residir naquele centro vão ser encaminhadas para a resposta mais próxima”, adiantando que “no distrito de Viana do Castelo há outros CAT com vagas para os acolher”.

Hoje, em comunicado, a deputada o CDS-PP eleita pelo Alto Minho informou ter também questionado o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social sobre o futuro dos 15 trabalhadores daquela estrutura, após a APPACDM ter adiantado que “alguns serão recolocados noutras respostas que a instituição tem no Alto Minho”, sendo que “com outros será negociado o despedimento”.

Sem especificar o número de trabalhadores naquela situação, Luiz Costa referiu que a APPACDM “não tem necessidade de absorver os 15 funcionários” ao serviço daquele CAT.

RAM -
RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative