EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Regional

Iniciada requalificação de 3,2 ME na EB 2,3/Secundária de Valença

Andrea Cruz

07 Fevereiro 2019, 16:58

Acessibilidade

Publicidade

A requalificação da escola EB 2,3/Secundária de Valença, ansiada há mais de 30 anos, começou na segunda-feira num investimento de 3,2 milhões de euros. O anúncio foi feito à Rádio Alto Minho pelo autarca social-democrata Jorge Mendes que, esta sexta-feira, recebe o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, para o lançamento simbólico da primeira pedra da empreitada.

“Era uma obra há muito ansiada. Há 30 anos que o edifício não sofria uma intervenção desta dimensão. Foram feitas algumas remodelações, mas nada tão profundo como a empreitada que começou, oficialmente, na segunda-feira”, afirmou Jorge Mendes, em declarações à agência Lusa.

O autarca social-democrata da segunda cidade do distrito de Viana do Castelo explicou que o arranque das obras sofreu atrasos por falta de empresas interessadas na empreitada.

“Foram lançados três concursos públicos que fecharam desertos. Só à quarta tentativa é que conseguimos fechar o processo”, explicou Jorge Mendes.

O primeiro concurso público foi lançado em abril de 2017, por um valor de 2,5 milhões de euros.

A intervenção de reformulação da escola básica e secundária Muralhas do Minho, com mais de 800 alunos, irá permitir melhorar as salas de aula, a cantina, os espaços desportivos, e criar salas de informática, uma nova biblioteca e um auditório de grandes dimensões.

A sessão simbólica de lançamento da primeira pedra daquele investimento está marcada para sexta-feira, pelas 14:30, na sede do agrupamento Muralhas do Minho, com a presença prevista do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que visitará ainda a Academia de Música da Fortaleza de Valença.

Segundo o presidente da Câmara de Valença, “as obras estão planeadas de modo a causar o mínimo impacto no normal funcionamento das atividades letivas do complexo”.

“Um plano de obra vai regular a intervenção, bloco a bloco, de modo a garantir a continuidade da obra e o normal funcionamento da escola. Um plano de segurança detalhado e rigoroso dará todas as condições para o bem-estar de alunos, professores e funcionários durante os períodos em que as obras coincidam com as atividades letivas”, frisou.

A obra, com um prazo de execução de 15 meses, “contemplará a criação de um novo edifício, que permitirá uma nova ligação entre os atuais e que acolherá um auditório com capacidade para 120 lugares, uma nova biblioteca e mais salas de aula”.

A obra prevê também “a criação de uma nova ligação coberta entre os edifícios, a sua requalificação, bem como das infraestruturas desportivas e espaços verdes envolventes”.

A obra é suportada por fundos do programa Norte 2020, pelo Governo e pela Câmara Municipal.

Publicidade

Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - Xlife – Raminhos
Rádio Alto Minho - OVNITUR
Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Lusomotor (noticias individual)

Publicidade

Rádio Alto Minho - Rocha Pneus (noticias)
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual
Rádio Alto Minho - QUEEN (individual)

Siga-nos

Comentários

Publicidade