EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Regional

Nomeação do próximo Bispo de Viana poderá demorar “até um ano”

Ana Peixoto Fernandes

23 Setembro 2020, 12:32

Acessibilidade

Publicidade

O administrador diocesano de Viana do Castelo, Monsenhor Sebastião Pires Ferreira, afirma que a nomeação de um novo Bispo para aquela Diocese “poderá demorar até um ano”.

Apelou ontem aos fiéis, durante a missa exequial de D. Anacleto Oliveira, que rezem para que o Papa Francisco nomeie em breve um novo Pastor. O Bispo de Viana do Castelo morreu na última sexta-feira, num acidente de carro na A2. O funeral realiza-se hoje, na sua terra natal, em Cortes, Leiria. ”O que disse durante a missa foi uma forma piedosa de pressionar o Senhor Núncio Apostólico a que não se esqueça de nós. A gente nota e sabe que há grandes dificuldades mesmo nas grandes Dioceses. Eu não queria que chegasse a um ano, mas sei o que se passa noutros lugares de responsabilidade”, declarou Monsenhor Sebastião Pires Ferreira, eleito sexta-feira pelo Colégio de Consultores, administrador diocesano à morte de D. Anacleto.

Nas exéquias, Monsenhor Sebastião emocionou-se e disse: “Comprometemo-nos aqui todos os diocesanos de Viana do castelo, leigos e sacerdotes, diante dos seus restos mortais, mas sobretudo diante do seu legado à Diocese, a intensificar a nossa oração para que em breve nos seja enviado um novo Pastor”.

Na missa, de entrada restrita, na Sé Catedral de Viana, que foi presidida pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, estiveram, além de familiares, clero de todo o país e autoridades, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. No exterior uma multidão esperou para entrar no templo e dar um último adeus emocionado a D. Anacleto.

Publicidade

Rádio Alto Minho - Decisões e Soluções
Rádio Alto Minho - RETOMA RAM
Rádio Alto Minho - Census – noticia

Publicidade

Rádio Alto Minho - Perspetiva [João] (notícias)
Rádio Alto Minho - 100% ProAuto

Siga-nos

Comentários

Publicidade