EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Nacional

Primeira guitarra feita em cortiça no mundo apresenta-se em Viana no ENED

Andrea Cruz

09 Abril 2019, 9:36

Acessibilidade

Publicidade

É no Instituto Politécnico de Viana do Castelo que nasce a primeira guitarra elétrica com o corpo em cortiça expandida.Este projeto pioneiro foi desenvolvido pelo designer João Rodrigues no âmbito da sua dissertação de Mestrado em Design Integrado, sob a orientação dos Professores Ermanno Aparo e João Abrantes e envolveu dez empresas do Norte do país e da região da Galiza (Espanha).

O desafio de contruir um projeto de investigação académica, assente num sistema de rede de empresas, proporcionou a criação de um instrumento musical singular que despertou novas competências para a cortiça e uma abordagem inovador para o sector de construção de guitarras. Neste projeto, elegeu-se a cortiça por ser um material veiculador da identidade portuguesa e transmissor de valores sustentáveis e ecológicos. Esta guitarra apresenta características particulares como a leveza devido ao facto de 75% do seu corpo ser em cortiça expandida. Em termos construtivos, a guitarra fundiu-se entre técnicas empíricas do artesanato português e a alta tecnologia da produção industrial.

O projeto envolveu empresas de instrumentos musicais, a empresa leader da Cortiça em Portugal (a AMORIM corticeira), uma companhia Espanhola de compósitos e outras empresas da região minhota. Neste processo produtivo, destaca-se, ainda, a parceria com a Escola Profissional Artística do Alto Minho (ARTEAM), nomeadamente, a consultadoria realizada pelo professor de guitarra, Carlos Ribeiro.

Para além da qualidade estética, a guitarra é perfeitamente funcional, tendo sido experimentada pelos músicos Miguel Araújo, João Só e Tatanka.

O projeto já deu origem à marca Mai´land Guitars com o intuito de comercializar guitarras totalmente personalizáveis e produtos em cortiça expandida orientados para o âmbito musical. Por outro lado, estão a ser desenvolvidos um novo modelo para uma guitarra e um baixo elétrico. Para além de vender guitarras, espera-se reciclar madeira e reflorestar as florestas com uma árvore tão rica como o sobreiro, pelo que por cada guitarra vendida são plantados 10 sobreiros.

A guitarra da Mai´land Guitars será apresentada oficialmente no dia 12 de Abril no Centro Cultural da Viana do Castelo, no âmbito do 8º Encontro Nacional de Estudantes de Design que este ano se realiza na cidade de Viana do Castelo, subordinado ao tema «Design, Indústria e Artesanato».

A edição deste ano é criada pelos Estudantes do Núcleo Design do IPVC com os apoios da Câmara Municipal de Viana do Castelo, da Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, da Federação Académica do Instituto Politécnico de Viana do Castelo e dos cursos de Design do IPVC. Este ano, os alunos vianenses pretendem inovar o meio académico agregando a complexidade da realidade atual com as valências culturais e locais, potenciando um encontro transmissor de conhecimento quer para a comunidade estudantil e profissional do design, quer para a sociedade em geral. Se na edição anterior o ENED contou com cerca de 150 inscritos, este ano contará com mais de 500 inscrições.

O ENED conta com eventos de natureza distinta como palestras, conferências, exposições e workshops. Nesta edição destacam-se grandes nomes do design nacional e quatro estreias do Design Internacional em Portugal: Satyendra Pakhalé (Amesterdão / 12 Abril), Alessandro Mantia (Barcelona / 12 Abril), Nickolas Baker (EUA / 13 Abril) e Guido Venturini (Milão / 14 Abril). Nomes significativos na área do Design que prometem edificar o evento ao mais alto nível.

No concerto do dia 12 de abril, a guitarra Mai´land Guitars será acompanhada pelo trompete Almada trumpet – um trompete produzido em Portugal e desenvolvido pelo professor do IPVC Ermanno Aparo, oferecendo ao público um dueto musical composto por dois músicos brasileiros. A guitarra será tocada pelo músico Henrique Neto – um guitarrista possuidor de uma técnica refinada. O trompete será tocado por Gileno Santana, um dos trompetistas jazz mais conhecidos neste momento em Portugal e no estrangeiro.

Os dois músicos apresentarão o projeto “O Inevitável” que transparece aquilo que o Brasil tem de melhor: ritmo, melodia e a harmonia. Um encontro feliz entre o trompete e a guitarra que em Viana do Castelo enaltecerá a mensagem de que os projetos académicos e de investigação que envolvem o meio empresarial, fortalecem a ligação entre os docentes e os alunos e potenciam uma sinergia capaz de gerar sustentabilidade, criatividade e inovação.

Publicidade

Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - Queima do Judas 2019
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - Census – noticia

Publicidade

Rádio Alto Minho - Taqi
Rádio Alto Minho - Rocha Pneus (noticias)
Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - Keyframe (notícias)
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual

Siga-nos

Comentários

Publicidade