EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Regional

Projeto “Germinar” coloca jovens da APPACDM a trabalhar na vinha em Valença

Micaela Barbosa

17 Março 2019, 10:00

Acessibilidade

Publicidade

O projeto “Germinar”, que visa a integração social sustentável, já tem jovens da delegação de Valença da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) a trabalhar na vinha daquele concelho.

Promovido pelo Clube de Produtores de Monovarietais do Vinho Verde em conjunto com o Soalheiro, o L´Campo e a APPACDM – Centro de Valença, o projeto social tem como principal objetivo proporcionar o desenvolvimento pessoal, profissional e emocional dos jovens sempre em função das competências ajustadas a cada perfil de integração.

O acompanhamento do trabalho dos jovens na vinha vai ser realizado pelo motor central do projeto, António Matos, que salienta que “este projeto, quer fazer germinar um sentimento de autorrealização nas pessoas”.

“O meio laboral é um grande veículo, catalisador da participação social, onde nos podemos sentir integrados como fazendo parte de algo, co-construtores da sociedade/realidade e de nós mesmos, um lugar onde pode emergir o sentimento de autorrealização”, explicou o produtor de uvas e Técnico Superior de Serviço Social.

Para a Diretora da APPACDM – Centro de Valença, Helena Pereira, “este projeto é uma oportunidade de contribuir para o desenvolvimento de um conjunto de competências inerentes ao trabalho feito diariamente na instituição.  Capacitar para o exercício da autodeterminação destes jovens, principalmente focando um setor tradicional da nossa região, fará certamente a diferença no seu futuro”.

“Um vinho que tenha no seu rótulo a génese do trabalho destes jovens, ao ser servido vai despertar consciências para a igualdade de oportunidades e capacidades e, acima de tudo, consciencializar para a contributo laboral válido que podem dar”, frisou.

Os utentes da instituição vão, ainda, desenvolver um produto que possa autossustentar economicamente esta parceria, concebendo o rótulo e a caixa para o produto final.

“O que vamos dar é a energia inicial e ceder a estrutura. A nossa energia é o nosso trabalho. Queremos que o projeto cresça e possa em breve integrar mais gente. É uma obrigação das empresas partilhar o que corre bem com a sociedade. O apoio social deve ser algo inerente à política de desenvolvimento sustentável”, afirmam os produtores do Soalheiro.

As entidades promotoras deste projeto esperam “uma participação colaborante da sociedade, não numa lógica de caridade, mas numa lógica de reconhecimento da qualidade do produto produzido com a participação destas pessoas, que de outra forma não teriam essa possibilidade”.

 

 

Publicidade

Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - OVNITUR
Rádio Alto Minho - Lusomotor (noticias individual)
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat

Publicidade

Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - Keyframe (notícias)
Rádio Alto Minho - Rocha Pneus (noticias)
Rádio Alto Minho - QUEEN (individual)
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual

Siga-nos

Comentários

Publicidade