EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Regional

Templo de Santa Luzia sem iluminação de Natal por demissão da Confraria

Andrea Cruz

04 Dezembro 2018, 12:42

Acessibilidade

Publicidade

Pela primeira vez nos últimos cinco anos, a iluminação de Natal não vai brilhar no templo de Santa Luzia. A garantia foi avançada à Rádio Alto Minho por Pedro Reis. O presidente demissionário da Confraria que gere o templo-monumento explicou, a direção demissionária "não tem legitimidade para tomar uma decisão que implica um investimento da ordem dos sete a dez mil euros”.

Pedro Reis, engenheiro civil de 40 anos, que tomou posse do cargo em janeiro, sublinhou que “a decisão de não decorar o templo com iluminação natalícia, tal como vinha acontecendo desde 2013, não se prende com razões financeira”.

“Não é uma questão de falta de dinheiro. A Confraria de Santa Luzia encontra-se de boa saúde financeira mas não é, face à situação transitória que está a viver, o momento ideal para tomar uma decisão desta envergadura”, frisou.

O responsável explicou que a “direção demissionária não tem legitimidade para tomar essa decisão, por não querer onerar a futura direção de uma responsabilidade que, neste momento, não é essencial”.

Pedro Reis adiantou que a demissão da atual direção ocorreu em setembro, mas não quis especificar as razões e referiu que, “o novo ato eleitoral deverá ser marcado a curto prazo, pela Diocese de Viana do Castelo, a quem caberá nomear uma comissão de gestão para assegurará a gestão corrente do templo-monumento”.

 

Publicidade

Rádio Alto Minho - Eugenia Lopes (individual)
Rádio Alto Minho - BLISQ CREATIVE – Soluções de Web design, Publicidade e Marketing
Rádio Alto Minho - Lusomotor
Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - QUEEN (individual)

Publicidade

Rádio Alto Minho - Crédito Agricola
Rádio Alto Minho - Cerqueira’s
Rádio Alto Minho - Biojaq NOTICIAS individual
Rádio Alto Minho - Fabrika (noticias 02)
Rádio Alto Minho - Solar Merufe (banner noticias)
Rádio Alto Minho - Eletro Borlido
Rádio Alto Minho - RB MOTOR

Siga-nos

Comentários

Publicidade