Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - Misturacor
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Incêndios : Escuteiros de Ponte de Lima entregam cerca de 25 toneladas de bens em Pampilhosa da Serra

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 22:28,Seg, Novembro, 2017

PUBLICIDADE

O agrupamento de Escuteiros de Rebordões Santa Maria, em Ponte de Lima, entregou cerca de 25 toneladas de bens às populações afetadas pelos incêndios de outubro, no concelho de Pampilhosa da Serra, distrito de Coimbra.

Segundo números avançados pela Câmara de Pampilhosa da Serra, os dois grandes incêndios de junho e de outubro destruíram 80% da floresta do concelho e afetaram 500 habitações. No total, arderam cerca de 32 mil hectares de floresta de Pampilhosa da Serra, ou seja, ardeu 80% do concelho, sendo que oito mil hectares arderam em junho, no incêndio de Pedrógão Grande, 20 mil no incêndio de 15 de outubro.

Em comunicado enviado à RAM, o agrupamento de Escuteiros de Rebordões Santa Maria, fundado em 1984 e composto por 55 escuteiros, explicou que a  ajuda recolhida nas freguesias de Fojo Lobal, Cabaços e Friastelas, em Ponte de Lima, foi entregue, no último fim de semana, na freguesia de Cabril e nas aldeias vizinhas de Praçais, Vale Derradeiro e Foz do Ribeiro, em Pampilhosa da Serra.

A campanha de solidariedade, intitulada “Abraçar Pampilhosa da Serra”, incluiu a doação de bens alimentares, artigos de higiene, utensílios e utilidades para o lar, ração e cereais para animais e árvores de fruto.

Os 25 escuteiros do agrupamento de Rebordões Santa Maria que participaram nesta ação solidária, distribuíram ainda 150 pequenos animais vivos (galinhas, galos, patos, coelhos e porcos) e ajudaram na plantação de mais de 150 árvores de fruto, entre elas, macieiras, pereiras, pessegueiros, limoeiros, laranjeiras e oliveiras e hortícolas.

Segundo o agrupamento de escuteiros, a campanha, que contou com o apoio da Associação Alcateia da Nó e de diversos grupos e movimentos de Ponte de Lima, “excedeu, em muito as expectativas, de tal forma que a iniciativa obrigou à contratação de um camião TIR de 40 toneladas e mais duas carrinhas de 3,5 toneladas” para transportar toda a ajuda recolhida.

Os escuteiros destacam também o apoio das Juntas de Freguesia, da Câmara de Ponte de Lima e das empresas que transportaram os bens até Pampilhosa da Serra, nomeadamente, a TRANSFRAGA, a ALCDISAG e a COOPALIMA.

RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative