Quantcast
EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Regional

ARCOS VALDEVEZ: Projeto de 5 ME vai valorizar Santuário da Senhora da Peneda

Rádio Alto Minho

17 Agosto 2022, 14:16

Acessibilidade

Publicidade

Um investimento de cinco milhões de euros quer valorizar o Santuário de Nossa Senhora da Peneda, em Arcos de Valdevez, em fase de classificação nacional, para potenciar o turismo religioso e de natureza, foi hoje divulgado.

“Queremos relançar o Santuário que é, do ponto de vista artístico, cultural e patrimonial, muito relevante e que nos pode ajudar a alavancar o turismo religioso, cultural e de natureza, dado estar localizado em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG)”, afirmou o presidente da Câmara de Arcos de Valdevez.

João Manuel Esteves adiantou que o projeto previsto para o Santuário visa “criar mais condições de atratividade e, com isso, ajudar a fixar pessoas e atrair investimentos, associados à relevância do PNPG à de um conjunto religioso que aguarda classificação nacional”, reforçou.

Datado do século XVIII, o Santuário, situado no lugar da Peneda, freguesia de Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo, é constituído pela igreja que foi terminada em 1875, pelo grande terreiro dos evangelistas e uma escadaria com cerca de 300 metros, sendo que nas suas laterais existem 20 capelas que retratam cenas da vida de Cristo, e ainda os quartéis.

Em outubro de 2021, a Direção-Geral do Património Cultural abriu o procedimento de classificação nacional do Santuário de Nossa Senhora da Peneda, considerado um dos grandes santuários marianos do Noroeste Peninsular.

“Esperamos que durante o mês de setembro seja conhecida a pronúncia do Conselho Nacional de Cultura sobre a classificação”, atirou João Manuel Esteves.

O autarca social-democrata acrescentou que o plano de valorização do Santuário “pretende beneficiar toda a área sujeita a classificação como património nacional, definindo todas as tipologias de intervenção, quer nos edifícios, quer no espaço público, e as prioridades do investimento que deverá prolongar-se por cinco a seis anos”.

“O projeto vai ser apresentado às entidades nacionais e regionais, sendo que o objetivo é encontrar parceiros para as intervenções previstas que serão financiadas por fundos comunitários, nacionais e regionais”, referiu João Manuel Esteves.

 

Publicidade

Rádio Alto Minho - Mais Optica

Publicidade

Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Hospital Particular 01
Rádio Alto Minho - HABITUAL
Rádio Alto Minho - Petropneus NOTICIAS
Rádio Alto Minho - Karuta

Publicidade

Rádio Alto Minho - Auto Valverde Geral
Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - CAMBÃO MOBILIÁRIO

Publicidade

Rádio Alto Minho - EuroStyle
Rádio Alto Minho - SAUVECEL

APP ALTO MINHO

APP - Rádio Alto Minho

Publicidade