Quantcast
EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Artigo Patrocinado

As apostas e a seleção no campeonato do mundo 2022

Rádio Alto Minho

28 Dezembro 2022, 9:24

Acessibilidade

Publicidade

Terminado o campeonato do mundo, é tempo de fazer um balanço da prestação da Seleção Nacional e de como esta defraudou as expectativas dos apostadores portugueses.

A comunidade de apostadores lusos esperava ver Portugal chegar onde chegou, mas, e de acordo com os resultados verificados e o respetivo sorteio, esperava também ver a equipa das quinas, pelo menos, na meia-final do Campeonato do Mundo de 2022. Mas vamos por fases.

Fase de Grupos: Instável Mas Seguro

Os apostadores previam, e apostaram em conformidade, a passagem da fase de grupos com relativa facilidade e, aqui, a seleção não defraudou as expectativas. Mas, jogo a jogo, houve surpresas.

A vitória contra o Gana foi das mais apostadas a favor de Portugal, e revelou-se certeira, sobretudo para quem previu uma partida com bastantes golos.

Contra o Uruguai eram esperadas mais dificuldades mas, ainda assim, havia esperança na prestação da seleção, que se exibiu acima do que até então tinha feito e, com uma vitória segura, por 2-0, assegurou a passagem aos quartos de final.

Por fim, contra a Coreia do Sul, e apesar de já estar apurado, esperava-se uma vitória portuguesa, ou, pelo menos, um empate. Os comandados de Fernando Santos necessitavam ainda de segurar o primeiro lugar para evitar o Brasil e a derrota apanhou todos os sites de apostas Portugal de surpresa.

Ainda assim, o desígnio tinha sido cumprido e Portugal enfrenta a Suíça nos oitavos de final da competição.

Oitavos de Final: O Inesperado

Face à Suíça, contra quem a Seleção tinha quase somado um dissabor na qualificação para o Euro 2020, esperava-se um jogo equilibrado e decidido nos pormenores. Talvez num detalhe individual ou num momento de brilhantismo de Cristiano Ronaldo.

Nada mais errado.

Logo na constituição do onze português, a bomba deste Mundial: Cristiano Ronaldo no banco. Após uma fase de grupos cinzenta, sem ritmo ou brilho, o capitão começou o jogo no banco e a equipa embalou para uma das melhores exibições da era Fernando Santos.

Com uma frente de ataque móvel e jovem, Portugal causou o pânico numa defesa adversária cheia de buracos, que ia deixando entrar os atacantes portugueses na sua área como se fosse um queijo… suíço. Gonçalo Ramos foi o principal destaque, com um fantástico hat-trick, mas Bruno Fernandes, João Félix e Bernardo Silva não lhe ficaram muito atrás.

A noite foi de afirmação de uma geração e de um futuro pós-Cristiano que se revela, todavia, incerto, embora pareça haver talento suficiente para não baixar o ritmo e o patamar competitivo a que cinco vezes Bola de Ouro elevou a seleção nacional.

Quartos de Final: A Desilusão

Se, antes da competição, todos os apostadores dos apps de apostas Portugal consideravam difícil, mas não impossível, Portugal chegar às meias finais, quando se colocaram frente a frente Portugal e Marrocos no organograma do torneio, os apostadores nacionais não esperavam outra coisa que não a presença da equipa das quinas entre as quatro melhores do mundo.

Embora avisados pelas prestações de Marrocos na fase de grupos e, sobretudo, frente a Espanha, nas quais tinha sofrido apenas um golo, a confiança reinava em Portugal após a impressionante exibição face aos helvéticos, e ninguém acreditava que o percurso luso terminaria ali.

A verdade é que Marrocos baixou linhas, encurtou espaços, e obrigou a Seleção a uma troca de bola lateralizada e em terreno recuado, com os mesmos jogadores que tão bem encheram o campo no jogo anterior a revelar a falta da frescura física, mental e de dinâmica posicional que foram a chave da goleada à Suíça.

Um lance furtivo, com algumas culpas para Diogo Costa, deu vantagem aos marroquinos, que se trancaram no seu meio-campo defensivo, onde Portugal não teve nem arte nem engenho para entrar até ao final da partida.

O sonho terminava aqui, de forma inglória, naquela que foi uma das melhores oportunidades históricas para a Seleção chegar perto de uma inédita presença no jogo de todas as decisões de um Mundial.

Publicidade

Breathe Viana

Publicidade

Rádio Alto Minho - Camitintas
Rádio Alto Minho - Blisq Creative – Agência de Comunicação
Rádio Alto Minho -
Rádio Alto Minho - Casa Peixoto

Publicidade

Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Srª Peliteiro
Rádio Alto Minho - Hospital Particular 01
Rádio Alto Minho - Petropneus NOTICIAS

Publicidade

Rádio Alto Minho - Auto Valverde Geral

Publicidade

APP ALTO MINHO

APP - Rádio Alto Minho

Publicidade