Quantcast
EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Nacional

Jéssica foi morta devido a dívida de 400 euros por feitiço que a mãe encomendou

Rádio Alto Minho

23 Junho 2022, 13:17

Acessibilidade

Publicidade

Uma dívida de 400 euros terá estado na origem da morte da menina de três anos de Setúbal. Autópsia da Jéssica revela agressões brutais na cabeça e genitais.

Segundo apurou este jornal, a menina foi espancada durante quatro dias. Mãe já assumiu que estava a ser ameaçada pela ama da criança, devido a uma dívida de bruxaria que própria ama executou.

A Polícia Judiciária revelou em comunicado, divulgado na manhã de hoje, que identificou e deteve um homem de 58 anos e duas mulheres, de 52 e 27 anos, “por sobre eles recaírem fortes indícios da prática dos crimes de homicídio qualificado, ofensas à integridade física grave, rapto e extorsão” na sequência da morte da menina de três anos, ocorrida no passado dia 20 de junho.

“Os detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas”, informa ainda a declaração.

A mãe de Jéssica e o padrasto da criança saíram em liberdade depois de terem sido interrogados pela PJ, já na madrugada de hoje.

A mulher terá dito à família e vizinhos que a menina estava numa colónia de férias, para justificar a ausência de Jéssica, agindo sob coação do casal que lhe raptou a filha. A criança foi devolvida à mãe na manhã de segunda-feira, ainda que esta só tenha pedido auxílio para a criança ao início da tarde.

Devido a esta demora em prestar ajuda a uma criança que estaria visivelmente debilitada e com sinais de agressões, as autoridades poderão extrair deste processo, em que a mãe de Jéssica é vítima, uma certidão para apurarem se existiu negligência da mulher que não levou imediatamente a filha a um hospital.

Além de Jéssica, a mulher tem mais filhos, mas só a mais nova viveria com ela e com o padrasto, que colaborou com as autoridades. Tanto o padrasto como a avó da menina garantiram que a mãe não tinha qualquer responsabilidade nos maus tratos infligidos a Jéssica.

Já a falsa ama foi localizada quando estava já em fuga, tendo sido intercetada pela Polícia Judiciária na região de Leiria. Não se sabe se estaria a preparar-se para fugir do país. Acabou por seguir com a PJ para Setúbal algemada, não por estar naquela altura sob detenção mas devido a receios que pudesse atentar contra a própria vida.

Publicidade

Rádio Alto Minho - Mais Optica
Rádio Alto Minho - CAMADA NOTICIAS

Publicidade

Rádio Alto Minho - Intermarché Mazarefes
Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - HABITUAL
Rádio Alto Minho - Hospital Particular 01
Rádio Alto Minho - Petropneus NOTICIAS

Publicidade

Rádio Alto Minho - CAMBÃO MOBILIÁRIO
Rádio Alto Minho - AUTO QF
Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - Auto Valverde Geral

Publicidade

Rádio Alto Minho - CityMed Noticias
Rádio Alto Minho - EuroStyle

APP ALTO MINHO

APP - Rádio Alto Minho

Publicidade