Estamos a melhorar a sua experiência no nosso site.
Novidades brevemente!

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Desentupimentos e Limpeza de Fosas, Assistência a Caldeiras, Detecção de Fugas de ÁguaDesentupiemntos Industriais e DomésticosAssistência Cladeiras e Esquentadores
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Primeira edição de prova internacional de vinhos brancos marcada para julho em Monção

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 18:59,Qui, Maio, 2018

PUBLICIDADE

Monção ser palco, em julho, da primeira edição de uma prova de vinhos brancos portugueses e de outros oito países europeus, promovida pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV).

A primeira edição da iniciativa “Monção & Melgaço – The White Experience” vai decorrer nos dias 21 e 22 de julho, no Parque das Caldas – junto às muralhas e ao Rio Minho – em Monção, que juntamente com o concelho vizinho de Melgaço constituem a sub-região considerada o “berço” da casta Alvarinho.

“Esta ação foi pensada com o objetivo de dar resposta a um público exigente e que aprecia vinhos brancos de Portugal e do mundo. Apostámos num evento vínico de âmbito internacional que, em pleno verão, vai juntar 20 produtores da Região dos Vinhos Verdes a oito produtores de renome internacional e a oito produtores de renome nacional na sub-região de Monção e Melgaço, destacando um ‘terroir’ de exceção a par do que de melhor se faz fora e dentro do país”, referiu o presidente da CVRVV, Manuel Pinheiro.

O evento vai apresentar uma seleção de vinhos brancos de oito produtores da sub-região de Monção e Melgaço, de 20 produtores de outras zonas da Região Demarcada de Vinhos Verdes e oito produtores de Espanha, França, Alemanha e Áustria.

De acordo com números da CVRVV, a sub-região de Monção e Melgaço tem uma área total de 45 mil hectares, 1.730 dos quais cultivados com vinha, sendo que a casta Alvarinho ocupa cerca de 1.340 hectares.

A sub-região tem no mercado 253 marcas de vinho verde, produzidas por de 2.085 viticultores e 67 engarrafadores.

Por ano, os dois concelhos produzem 10,2 milhões de litros de vinho verde (74% branco, 10% tinto e 3% rosé).

Desde 2015, a produção de Alvarinho foi alargada a outras zonas do país, fora dos dois concelhos do Alto Minho, em resultado de acordo alcançado pelo Grupo de Trabalho do Alvarinho (GTA), constituído pelo anterior Governo PSD/CDS e liderado pela CVRVV, defensora do alargamento da produção daquele vinho aos 47 municípios que a integram.

O acordo foi aceite pelo município de Monção. Já os produtores de Melgaço, acionistas da empresa “Quintas de Melgaço”, cuja maioria do capital é detido pela autarquia local, contestam o acordo por considerarem que “prejudica” a sub-região.

 

RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative