Estamos a melhorar a sua experiência no nosso site.
Novidades brevemente!

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Desentupimentos e Limpeza de Fosas, Assistência a Caldeiras, Detecção de Fugas de ÁguaDesentupiemntos Industriais e DomésticosAssistência Cladeiras e Esquentadores
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - Roady
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Programação do Teatro do Noroeste -CDV homenageia vida e obra de Almada Negreiros

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 14:04,Qua, Janeiro, 2018

PUBLICIDADE

A vida e obra de Almada Negreiros vai marcar a programação teatral dos primeiros três meses de 2018 da companhia Teatro do Noroeste-Centro Dramático de Viana (CDV), que se associa as comemorações nacionais dos 125 anos do nascimento do artista.

A peça “Antes de Começar”, que vai estar em cena no teatro municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo entre 20 de fevereiro e 24 de março, será a primeira criação artística que a companhia profissional de Viana do Castelo dedica ao artista português.

Segundo o diretor artístico do Teatro do Noroeste – CDV, Ricardo Simões, que falava em conferência de imprensa para a apresentação da programação do primeiro trimestre, aquele espetáculo “tem já cinco mil inscrições de alunos de escolas do concelho e distrito de Viana do Castelo”, bem como “dos distritos vizinhos de Braga e Porto”.

A peça, baseada na obra homónima de Almada Negreiros, com encenação de Elisabete Pinto e que “começou a ser trabalhada, em julho do ano passado, com os estabelecimentos de ensino”, é a centésima trigésima quarta produção do Teatro do Noroeste – CDV em 26 anos de atividade.

A homenagem à vida e obra de Almada Negreiros inclui ainda, a 24 de março, a apresentação do exercício performativo das três oficinais regulares de teatro que a companhia profissional de Viana do Castelo desenvolve.

“Almada, 125 anos, Negreiro”, é a designação do espetáculo que será apresentado pelas oficinas AtivaSénior, AtivaJúnior e Enquanto Navegávamos (composta por ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo-ENVC).

No encontro com os jornalistas, a presidente da direção do Teatro do Noroeste-CDV justificou a apresentação de “apenas três meses” de programação por “ainda aguardar aprovação da candidatura apresentada, em dezembro passado, à Direção Geral das Artes, para os próximos quatro anos”.

“Continuamos a aguardar pelo resultado desse pedido de apoio. Entretanto, a atividade da companhia não pode parar. Contamos apenas com o apoio da Câmara Municipal e com as receitas de bilheteira. Somos uma companhia resiliente e determinada em não desistir”, frisou Elisabete Pinto.

Em janeiro, no dia 24, às 21:30, o teatro Sá de Miranda recebe a primeira peça de 2018. Trata-se de “O Fascismo (Aqui!) Nunca Existiu!” da companhia Art’Imagem, da Maia, com texto e encenação de José Leitão.

Em fevereiro, estreia na capital do Alto Minho, o Circuito Ibérico de Artes Cénicas, uma rede de intercâmbios que ligam Portugal e Espanha composta por 14 companhias de teatro, sete espanholas e outras tantas portuguesas, entre elas, o Teatro do Noroeste.

A estreia está marcada para o dia 03 de fevereiro, às 21:30, com o espetáculo “Los Últimos Paganos”, com encenação de Magda Arenal, pelo Teatro Guirigai, companhia sediada em Los Santos de Maimona, Badajoz.

Em março, estreia o projeto “Portas do Tempo”, uma coprodução com a outra companhia profissional do distrito de Viana do Castelo, a Comédias do Minho.

O “Portas do Tempo”, promovido com o apoio da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, tem a sua primeira apresentação, em Caminha, no dia 10 março, pelas 21:30.

Ainda em março, Teatro do Noroeste faz “a primeira internacionalização de 2018”, através do Circuito Ibérico de Artes Cénicas, levando a três cidades espanholas o espetáculo “24A74 – Salgueiro Maia”, monólogo interpretado pelo ator e também diretor artístico da companhia, Ricardo Simões.

Ainda no âmbito daquele intercâmbio luso-espanhol, no dia 17 de março, o Café Concerto do teatro Sá de Miranda recebe o espetáculo “Ñaque, ou sobre piolhos e atores”, do CENDREV – Centro Dramático de Évora, com encenação e interpretação de José Russo e Jorge Baião, a partir do famoso original de José Sanchis Sinisterra.

No Dia Mundial do Teatro, 27 de março, será assinalado com o acolhimento do espetáculo “Crise no Parque Eduardo VII”, uma produção da Comuna – Teatro de Pesquisa, companhia lisboeta que celebrou 45 anos em 2017. O espetáculo tem adaptação e encenação de João Mota, a partir do texto de Herb Gardner e conta com Igor Sampaio e Carlos Paulo nos principais papéis.

Sempre constante é o funcionamento as Oficinas de Teatro regulares do  Projeto Comunidade do Teatro do Noroeste. O ATIVAsénior, dirigido por Tiago Fernandes, e o ATIVAjúnior, dirigido por Elisabete Pinto, trabalham às terças-feiras, entre as 18h30 e as 20h00. O Enquanto Navegávamos – Oficina com Ex-Trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, coordenado por Ana Perfeito, trabalha no mesmo horário, mas todas as quartas-feiras. O exercício final deste trimestre de trabalho do Projeto Comunidade, com o tema “Almada, 125 Anos, Negreiros”, será apresentado no dia 24 de março, pelas 21h30, no Teatro Municipal Sá de Miranda. O Serviço Educativo do Teatro do Noroeste promove a iniciativa Digestivo – Conversas pós-espetáculo, um momento de conversa entre os atores e encenadores e os públicos de cada espetáculo. O Digestivo decorrerá no final das sessões de cada um dos quatro acolhimentos marcados para este trimestre. Também a criação “Antes de Começar” terá Digestivo, marcado para a representação do dia 24 de fevereiro – o primeiro sábado de apresentação do espetáculo para público geral. A exposição retrospetiva “Teatro do Noroeste – CDV 25 Anos”, com curadoria de Paula Anjos, que está patente no Teatro Municipal Sá de Miranda desde o passado dia 6 de dezembro de 2016, continua aberta ao público, de terça a sábado das 09h00 às 19h00, com entrada livre. É também possível a realização de visitas guiadas para grupos escolares e turísticos, sendo necessária marcação prévia.
RAM -
RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative