Quantcast
EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Regional

Viana do Castelo faz primeiro estudo sobre impacto socioeconómico da Romaria d’Agonia

Rádio Alto Minho

27 Maio 2022, 9:53

Acessibilidade

Publicidade

O presidente da VianaFestas, Luís Nobre anunciou a realização do primeiro estudo “exaustivo” sobre o impacto económico e social da Romaria d’Agonia, cujas conclusões serão utilizadas na preparação da edição do próximo ano.

“Vamos fazer já este ano um estudo que nos permita estimar o impacto socioeconómico, cultural e artístico que a Romaria d’Agonia tem não só na cidade, como em todo o concelho. É a primeira vez que o vamos fazer, desejando iniciar a preparação das festas de 2023 já com conclusões estabelecidas e estabilizadas”, afirmou Luís Nobre na sessão de apresentação que decorreu no Teatro Sá de Miranda.

O presidente da Câmara de Viana do Castelo, adiantou que “os seis meses após a edição deste ano da Romaria d’Agonia, serão determinante para a realização desse trabalho”.

“É o primeiro estudo exaustivo do maior evento do distrito, um dos maiores do Norte e do país que permitirá definir o futuro da Romaria. Para isso, temos de saber o que fazemos e como melhorar a experiência dos vianenses e de quem nos visita”, sublinhou durante a apresentação do cartaz e programa da edição 2022 que vai decorrer entre de 17 a 21 de agosto, com o programa completo ao vivo, após dois anos de restrições devido à pandemia de covid-19.

Os cinco dias de festas serão marcados por 45 momentos. Até 2019, em cinco dias de festas, passavam pela cidade mais de um milhão de pessoas.

Luís Nobre adiantou que os resultados alcançados com aquele trabalho, será “estabelecida uma estratégia que permita a melhoria funcional das festas e promova o seu alcance, procurando atrair ainda mais turistas, aumentar o tempo médio de permanência dos visitantes na cidade, impulsionando a economia e a criação de emprego”.

Para o presidente da VianaFestas, entidade que organiza as festas do concelho, a pesquisa que vai ser iniciada permitia “perceber os recursos materiais que o evento movimenta nas empresas, avaliar a forma como é promovida a cultura tradicional, como são recebidos os turistas no período das festas, o que retiram de positivo e negativo da experiência, para construir o seu futuro, assente na plena identidade do concelho, mas com um olhar vanguardista”.

Publicidade

Rádio Alto Minho - CAMADA NOTICIAS
Rádio Alto Minho - Mais Optica

Publicidade

Rádio Alto Minho - Hospital Particular 01
Rádio Alto Minho - Petropneus NOTICIAS
Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Intermarché Mazarefes
Rádio Alto Minho - HABITUAL

Publicidade

Rádio Alto Minho - AUTO QF
Rádio Alto Minho - Auto Valverde Geral
Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - CAMBÃO MOBILIÁRIO

Publicidade

Rádio Alto Minho - CityMed Noticias
Rádio Alto Minho - EuroStyle

APP ALTO MINHO

APP - Rádio Alto Minho

Publicidade