Estamos a melhorar a sua experiência no nosso site.
Novidades brevemente!

Rádio Alto Minho

PUBLICIDADE

Desentupimentos e Limpeza de Fosas, Assistência a Caldeiras, Detecção de Fugas de ÁguaDesentupiemntos Industriais e DomésticosAssistência Cladeiras e Esquentadores
Rádio Alto Minho - INSOMNIA
Rádio Alto Minho - Roady
Rádio Alto Minho - MCostas – Seat
Locutor
No Ar

Rádio Alto Minho

Mulher com cerca de 70 anos fica em estado “muito grave” após fogo em casa na rua Manuel Espregueira

de Andrea Cruz (RAM)

atualizada às 13:04,Seg, Abril, 2018

PUBLICIDADE

Uma mulher com cerca de 70 anos ficou hoje em “estado muito grave”, com cerca de “90% do corpo queimado”na sequência de um incêndio que “terá deflagrado num aquecedor situado no quarto da habitação” onde reside , na rua Manuel Espregueira, em pleno centro de Viana do Castelo.

A informação foi avançada à RAM pelo comandante dos Bombeiros Municipais. Segundo António Cruz que as chamas deflagraram no terceiro piso de um prédio situada naquela movimentada artéria da cidade.

Segundo António Cruz “o alerta foi dado à 11:15 e cerca de quatro minutos depois os bombeiros estavam no local”.

“Os operacionais encontraram a senhora  no hall de entrada da habitação, em estado complicado, tendo sido transportada ao hospital e Santa Luzia”, explicou, adiantando que a “falta de visibilidade foi a principal dificuldades com que se depararam os bombeiros”.

“O apartamento estava, totalmente tomado pelo fumo”, sublinhou, referindo que o fogo “começou no quarto, ao que tudo indica num aquecedor mas só a investigação que se segue irá determinar a origem do incêndio”.

Contactada pela RAM, fonte do hospital de Santa Luzia adiantou que a vítima foi transferida para o hospital de São João, no Porto.

O alerta do incêndio foi dado pela proprietária da ourivesaria Amor d’Viana. Em declarações à RAM, Clara Carrilho explicou ter sido alertada “pelos gritos” da mulher que pedia socorro à janela.

“Estava a sair um fumo muito preto da janela”, disse Clara Carilho que mantem com a vítima uma relação de “grande amizade” .

“É uma amiga e cliente. É de Aveiro, vive cá sozinha e nós acabamos por ser a família postiça. Tenho a chave da casa dela e tentamos socorre-la mas o fumo era tanto que não conseguimos”, disse emocionada.

No local estiveram cinco veículos, com 12 operacionais dos Bombeiros Municipais e Voluntários de Viana do Castelo e uma equipa da PSP

RAM -
RAM -
RAM -
RAM -

PUBLICIDADE

Blisq Creative