Quantcast
EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Download +Viana

+Minho: “Freitas”, o homem e o ouro

Rádio Alto Minho

15 Janeiro 2016, 10:15

Acessibilidade

Publicidade


+ Minho: “+Minho: “Freitas”, o homem e o ouro”
Emissões: Sexta, 15.01.16 (12h30 e 18h30) | Domingo, 17.01.16 (20h)

Ouça aqui:


A Ourivesaria Freitas, foi fundada em 1920 por Joaquim Simões de Freitas, no local onde hoje em dia existe a Casa Marisa, dando continuidade à Ourivesaria Lopes, ali instalada , desde 1880 e que já era propriedade dum familiar do fundador.

Em 1945 a Ourivesaria Freitas, mudou para o edifício onde está actualmente. Situa-se no miolo do Casco Histórico de Viana do Castelo, entre a Praça da República e a Igreja Matriz. Construída de raiz para o efeito, manteve sempre o mesmo aspecto desde que aqui foi instalada, transitando por herança, para o actual proprietário, Manuel Freitas.

A historia da Ouriversaria Freitas poderia perfeitamente resumir-se desta forma, mas… Esta empresa é muito mais que isso… E muito o deve a Manuel Freitas – Um dos mais emblemáticos empresários em Viana do Castelo – É natural de Requeixo, uma freguesia do concelho de Aveiro mas nutre uma paixão intensa pela cidade de Viana e pelas suas tradições.



Estivemos à conversa com Manuel Freitas…

Formado em Economia pela Faculdade do Porto, Manuel Freitas assumiu em 1969 o negócio do tio Joaquim. O tio ficou doente e o então inspector bancário passou a gerir a empresa, ao mesmo tempo que leccionava Economia e Contabilidade na antiga Escola Comercial de Viana do Castelo.

Manuel habitou-se desde novo a lidar com o ouro. Desde os dez anos que ia passar férias com o tio. Mas de facto não eram férias – O tio colocava-o a trabalhar na ourivesaria. “Eram tempos de trabalho duro”, garante.

Nascido no seio de uma família pobre de agricultores, na aldeia de Requeixo, em Aveiro, Manuel Freitas já passou um pouco de tudo: Como ourives, viu armas serem-lhe apontadas, como professor ajudou os mais jovens, como pai perdeu os seus dois filhos. Como politico foi um dos fundadores do PPD-PSD de Viana do Castelo e foi eleito como 1º presidente da assembleia municipal por unanimidade (ouvir áudio).



O tempo passou… E a ourivesaria continuou a ser a grande paixão de Manuel Freitas. Assim foi ao longo de mais 40 anos, como ourives, entre o negócio e a recolha de peças. Peças que serviram para começar a montar uma colecção que daria depois lugar ao Museu do Ouro Tradicional e que o ourives doou ao município da terra que o recebeu. Mas falamos disso mais à frente. Até porque a grande revolução do negócio e da história do ouro de Viana, dá-se com o empreendedorismo de Manuel Freitas e Amadeu Costa na escrita de dois livros fundamentais que marcaram o valor patrimonial do ouro de Viana.

Para Manuel Freitas estes foram marcos incontornáveis que alteraram o paradigma do sector. A evolução dos tempos e um maior poder de compra ajudaram também na alteração do modelo de negócio. Manuel Freitas orgulha-se ainda de ter reavivado o sector da filigrana quando começou a desenhar peças para vários artesãos que segundo o empresário, tinham estagnado em criatividade na altura (ouvir áudio).



Manuel Freitas voltou a ser o centro das atenções em 2011 ao doar ao município de Viana do Castelo todo o conjuto de peças que foi colecionado ao longo da sua vida , num total de 650 unidades de ouro popular e tradicional. Hoje Manuel Freitas fala com orgulho desse projecto mas ao mesmo tempo com alguma mágoa pelo facto do projecto não estar a ser promovido como entende que merecia. 

A paixão com que Manuel Freitas fala do ouro de Viana é a mesma com que fala da sua própria ourivesaria. Com todo o seu conhecimento no sector e os imensos anos dedicados à investigação e comercialização de ouro, quisemos saber onde se abastece a Ourivesaria Freitas (ouvir áudio).



Quase a chegar aos 100 anos de existência, a Ourivesaria Freitas é uma marca da cidade e do país. Manuel Freitas, o seu principal impulsionador nos últimos anos, garante que a actividade tem futuro, desde que se preserve a identidade etnográfica pela qual se tem sempre debatido. 

Muito fica por contar desta conversa, até porque o tempo é inimigo dos compromissos da programação… mas… mesmo a fechar fica a mensagem e o desejo de Manuel Freitas que não se rende e que sente que ainda pode dar muito à cidade (ouvir áudio).


OUÇA A REPORTAGEM COMPLETA AQUI:


+ Minho: “+Minho: “Freitas”, o homem e o ouro”
Emissões: Sexta, 15.01.16 (12h30 e 18h30) | Domingo, 17.01.16 (20h)


OURIVESARIAFREITAS0


Ficha técnica:

Produção e apresentação: Rui Gonçalves
Sonoplastia: Celso Carvalhosa
Apoio: Blisq Creative

Publicidade

Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - HABITUAL
Rádio Alto Minho - Intermarché Mazarefes
Rádio Alto Minho - Hospital Particular 01
Rádio Alto Minho - Petropneus NOTICIAS

Publicidade

Rádio Alto Minho - Nobre Movel
Rádio Alto Minho - CAMBÃO MOBILIÁRIO
Rádio Alto Minho - Auto Valverde Geral
Rádio Alto Minho - AUTO QF

Siga-nos

Comentários

Publicidade