Quantcast
EMISSÃO ONLINE
OUVIR..
Download +Viana

+Minho: “Pedra Alta Restaurantes”, simplicidade no sabor, dentro e fora de portas

Rádio Alto Minho

08 Janeiro 2016, 12:00

Acessibilidade

Publicidade


+ Minho: “+Minho: “Pedra Alta”, simplicidade no sabor, dentro e fora de portas”
Emissões: Sexta, 08.01.16 (12h30 e 18h30) | Domingo, 10.01.16 (20h)

Ouça aqui:


Pedra Alta” é mais que um nome ligado à restauração. É uma marca bem vincada e que se apresenta atualmente com uma rede de 16 restaurantes entre Portugal e França.

Propriedade do empresário Joaquim Batista, os restaurantes Pedra Alta são sobejamente conhecidos pela sua qualidade e pela forma como se implantaram em Portugal e num mercado competitivo como é o mercado francês.

EC45781B-CD44-4E0A-80A6-A6CFE5422637


O primeiro restaurante Pedra Alta surgiu em Viana do Castelo, mais propriamente na freguesia de Castelo do Neiva, há cerca de 30 anos atrás. Servia na altura os homens que trabalhavam na região, que viviam da pesca artesanal, uma profissão rude e que naturalmente aguçava o apetite.

A paixão pelo mar esteve sempre presente na vida de Joaquim Batista e montar uma unidade de restauração numa zona balnear proporcionava a oportunidade de, como diz, “trabalhar bem pelo menos nos meses de verão”. Mas na verdade, aos poucos, a sua cozinha começou a ser apreciada por muitas pessoas que acorriam ao restaurante pela sua reputação de bem servir e uma cozinha abundante e repleta de sabores. Este foi o início de uma grandiosa jornada que de Viana do Castelo partiu para França quando em 1998, Joaquim Batista abriu o seu primeiro restaurante nos arredores de Paris.

Aos 6 funcionários com que fundou a marca, os restaurantes Pedra Alta somam agora mais 6 centenas de colaboradores, disponíveis em mais de 13 localizações diferentes na região de Paris e em Orleans e 3 outras unidades em Portugal (ouvir áudio).


00063_xl


Podem ser muitos os segredos de sucesso da marca Pedra Alta, mas Joaquim Batista afirma que o principal é a capacidade de trabalho, o bem receber e a qualidade do produto que apresenta ao seu cliente. Para assegurar tudo isso, Joaquim Batista continua a estar na linha da frente de cada uma das casas que abriu. É ele quem recebe o cliente e a ele escuta as suas necessidades e afere a qualidade do trabalho que a empresa apresenta (ouvir áudio).



A empresa rapidamente se expandiu em Portugal ao mesmo tempo que cresceu com novas unidades também em França. Como em qualquer empresa, Joaquim Batista diz que foram cometidos alguns erros no nosso pais, entretanto rapidamente corrigidos. Atualmente e por necessidade de acompanhamento do negócio, o empresário passa muito mais tempo em França do que em Portugal. A condução das empresas no nosso pais estão por isso entregues ao filho David Batista.

O percursor de Joaquim é o responsável pela gestão das empresas em Portugal. Uma “decisão de vida” que diz ter tomado pela continuidade que teria de ser dada ao trabalho desenvolvido pelo pai. Contudo, sendo o responsável da empresa que está mais ligado à “burocracia” do negócio e estando perfeitamente integrado com a revolução que o sector sofreu nos últimos anos, David não deixa de ser critico relativamente à restauração em Portugal (ouvir áudio).



Viana do Castelo e a marca Pedra Alta são nomes que não se podem dissociar.
Sair do Castelo do Neiva e afastar-se do mar, não foi um receio para Joaquim Batista.

Com um tão grande número de unidades em Portugal e especialmente em França, na zona de Paris, seria natural que a marca Pedra Alta pudesse também estar na capital do país, em Lisboa. Acerca do tema, Joaquim Batista é taxativo: Apesar de entender que a capital merecia esse espaço, é mais fácil e menos dispendioso abrir e gerir unidades em França do que gerir uma em Lisboa (ouvir áudio).



A maioria da clientela Pedra Alta em França são turistas que visitam Paris e, motivados pelos diferentes guias turísticos que recomendam amplamente estes restaurantes, encontram aqui uma agradável forma de conhecer a bela gastronomia que tem á disposição bem como os agradáveis momentos que se vivem enquanto desfrutam da refeição. Para além dos turistas, muitos japoneses e chineses fazem parte da clientela Pedra Alta, tal como as muitas famílias de portugueses que encontram aqui uma forma de partilharem uma refeição à boa maneira portuguesa, atenuando assim a saudade do país natal e convivendo um pouco em português em plena região parisiense.

Há já 17 anos em Paris, os franceses também são naturalmente uma clientela habitual atraídos pelos amplamente conhecidos pratos de marisco pelos quais estas casas ganharam reconhecimento e que colocam à disposição de quem as visita.

Os empregados de mesa desfilam pratos e composições de enorme esplendor com apetecíveis e abundantes mariscos, carnes e sobremesas no mínimo irresistíveis.

Os pratos fortes dos restaurantes Pedra Alta são os mariscos, mas as carnes grelhadas estão também em destaque onde não podemos esquecer o apetitoso e afamado “filet mignon” servido com muita elegância e abundância característica destes restaurantes desde o início (ouvir áudio).



Os funcionários dos restaurantes Pedra Alta são maioritariamente portugueses o que ajuda muito na hora de escolher o que pedir, são por norma simpáticos, competentes e descontraídos contribuindo amplamente para a criação de uma atmosfera muito acolhedora e familiar. Esse é o objectivo, asseguram David e Joaquim Batista. O bom relacionamento e boas condições de trabalho são fundamentais para constituir uma equipa de sucesso garantem os empresários.

Puxamos um pouco mais de conversa e fomos saber como é um dia de trabalho de Joaquim Batista. A liderar mais de 6 centenas de funcionários em 16 unidades Pedra Alta, “Sr. Joaquim”, como é conhecido, tem um brilho especial nos olhos quando fala da sua empresa. Contudo na hora do reconhecimento, não tem duvidas em afirmar que as pessoas que o rodeiam são os principais pilares da empresa que hoje lidera (ouvir áudio).



OUÇA A REPORTAGEM COMPLETA AQUI:



+ Minho: “+Minho: “Pedra Alta”, simplicidade no sabor, dentro e fora de portas”
Emissões: Sexta, 08.01.16 (12h30 e 18h30) | Domingo, 10.01.16 (20h)

Ficha técnica:
Produção e apresentação: Rui Gonçalves | Sonoplastia: Celso Carvalhosa | Apoio: Blisq Creative

Publicidade

Rádio Alto Minho - HABITUAL
Rádio Alto Minho - Intermarché Mazarefes
Rádio Alto Minho - Hospital Particular 01
Rádio Alto Minho - Census – noticia
Rádio Alto Minho - Petropneus NOTICIAS

Publicidade

Rádio Alto Minho - Auto Valverde Geral
Rádio Alto Minho - AUTO QF
Rádio Alto Minho - CAMBÃO MOBILIÁRIO
Rádio Alto Minho - Nobre Movel

Siga-nos

Comentários

Publicidade